Naruto Neo RPG
Obrigado por Acessar o fórum Naruto Neo!

Se registre e divirta-se com a nova geração. Bom jogo.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo Mensagem [Página 1 de 1]

1 [Treino] Cantinho da Aka em Sab Jan 14, 2017 8:36 am

Aka

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário
Desabrochar de uma ninja


De volta ao local de minha infância, de meus primeiros passos na jornada ninja, dos meus primeiros Tsugas e dos meus primeiros socos, nosso lugar secreto. Sempre costumei vir treinar aqui junto de minha mãe, sempre alegre e sorridente, enquanto ela me ensinava algumas coisas das que ela sabia para mim. Ainda posso lembrar-me da emoção de ver Nekkuri igualzinha a mim, ou mesmo, de quebrar um rochedo no punho. Hoje venho sozinha, pela primeira vez, busco meus próprios conhecimentos em minha jornada, pela primeira vez, me espelho em alguém que não seja minha mãe.

Uma pequena clareira, sem árvores e com pouca vegetação rasteira, o sol inunda o local encontrando apenas algumas grandes pedras que aqui se encontram. Sentada a sombra de uma, passeio meus olhos no papel, o instigante material que consegui na biblioteca, um pergaminho de uma técnica linda, de seu nome a sua execução. Ela carregava consigo os golpes pesados do estilo que minha mãe me ensinara, mas também certa delicadeza da jovem que o criara, não sabia seu nome ou face, mas já a admirava.

Após lê-lo algumas vezes, sentia-me pronta para executá-la, me posicionei ao centro concentrando, inspirando o vendo de gosto salgado que tocava meu rosto suavemente, e vislumbrando em minha mente como quem criou devia executá-la. A técnica descrita aplicava um poderoso golpe com os punhos na direção do solo, sendo assim, abrindo os meus olhei dei alguns passos  em curtos saltos, sentia o chakra fluir ao longo de meu corpo sendo amassado, como por muitas vezes eu fiz na utilização comum do punho adamantino, transferi uma pequena parte aos meus pés e realizei um grande salto. Podia ver o solo alguns metros abaixo, a superfície de terra um pouco úmida era meu alvo e assim como o pergaminho dizia, com o posicionamento correto do corpo eu o desferiria, canalizando toda a energia em uma só área. Com o punho de mão esquerda cerrado para trás, minhas pernas firmes inclinadas no ar e minha mão direita à frente para ajudar no impulso, fiz um rápido movimento de corpo e de chakra. Deslizei meus dois punhos no ar, minha mão direita se retraía abrindo caminho, como um saque realizado em uma partida de vôlei, dava o impulso necessário para o movimento. Minha esquerda furiosa avançava sem restrições, agradecendo o auxílio de sua contraposta, partia do repouso em direção ao chão como se o ameaçasse, como se o avisasse que caso não saísse da frente sofreria as conseqüências. Simultaneamente meu semblante sério, talvez um pouco irritado, escondia minha concentração para conduzir o chakra que faria tudo funcionar. Ditava durante todo o movimento o chakra que antes acumulei, guiando-o por meu corpo passando por meus seios, ombros, braço, até finalmente chegarem ao seu destino final. Embebia meu punho de chakra, revestindo-o, penetrando-o, adquirindo a força necessária para cumprir a sua ameaça ao solo, mantendo o necessário no resto do corpo para que suportasse o impacto, quando finalmente desferiria o golpe.

Ao final de um breve salto, que parecia uma eternidade de processos, os quais com perfeição queria executar, meu punho toca o chão, não muito amigável, este abre caminho em meio ao solo o pressionando para baixo intensamente. Uma pequena cratera se abre o suficiente para tomar pouco mais da metade da minha altura, enquanto meu corpo começa também a repousar e meus pés também tocarem o chão. Ofegante observo a minha volta feliz, satisfeita com o resultado, o solo se dobrava como deveria, suas trincas como uma arte feita por mim desenhavam a terra ao meu redor. Estas são minhas pétalas de cerejeira,pensava comigo mesmo admirada com a beleza daquela técnica, como o nome descrevia, o impacto da flor de cerejeira era como uma linda flor em meio a selvageria do intenso golpe. Aplicá-lo era como se sentir desabrochando, como um flor que se desenvolve de um botão para encantar as pessoas, me sentia uma garotinha se revelando uma ninja para protegê-las.



Técnica Treinada:

Oukashou - Cherry Blossom Collision
Requerimentos: Chakra Enhanced Strength
Rank:C
Descrição:
Enquanto alguns podem vê-lo como "força sobre-humana", esta técnica é, na verdade, um pedido de ninjutsu médico, que exige a capacidade de concentração, juntamente com minutos controle de chakra. Uma imensa quantidade de chakra é amassado dentro do corpo, e um momento depois tudo isso é reunidos no punho. Chakra que é então liberado para o alvo, o que faz uma grande quantidade de dano. Com o dano feito dependente da quantidade de chakra utilizado, também é possível para um especialista shinobi a acumular-lo na sua ponta do dedo. Quando o solo é atingido é pulverizado em vários pedaços pelo excesso de choque, que são então espalhadas como as pétalas da flor, dando origem ao nome "Blossom Impacto da cereja".


Legenda:
Itálico=Pensamento
Negrito = Fala

Animais: Nekkuri
Seiji


Hp: 500/500    Chakra: 500/500    Stamina: 460/500

Sinto cheiro de medo
Se quer jogar comigo...

?





Narradora em fase de testes.

Ninguém vai ficar no meu caminho.

2 Re: [Treino] Cantinho da Aka em Sab Jan 14, 2017 9:40 am

Aka

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário
Desabrochar de uma ninja


Esperando ter aprendido a técnica anterior, mal podia me conter a buscar ainda mais conhecimento. Sento-me novamente a sombra da pedra para aprender ainda outra técnica. Escolho dentre os pergaminhos que escolhi uma que terá muito valor em meu futuro. Um jutsu realizado com auxílio de uma lâmina, esperando eu utilizar uma adaga, muito me convém. Assim busco entre meus equipamentos algo que possa substituir minha futura arma, até que enfim, lembrando da kunai que sempre carrego presa a minha perna, a retiro caminhando novamente ao centro do local, agora um pouco danificado.

Com a kunai em minha mão procuro me manter focada em meu fluxo de chakra, assim como na teoria da técnica, para que não cometesse erros. Orgulhosa e determinada, sempre detestei errar aquilo que me era proposto fazer, de forma que queria muito acertar aquele jutsu que abriria as portas de um novo jeito de lutar para mim, sem erros ou dúvidas. Erguia minhas mãos, minhas pernas levemente espaçadas, minha guarda alta e meus punhos cerrados, não muito diferente de como me posiciono ao usar o kongoken, entretanto com minha lâmina posicionada para entrar em ação.

Sentindo-me preparada começaria a realizar os movimentos. Fecho meus olhos, acalmando minha ansiedade, esquecendo os acontecimentos ao redor ou os pensamentos que me assolavam sobre o exame chuunin, apenas focando em tentar visualizar meu fluxo de chakra perfeitamente. Erguia um pouco a lâmina enquanto amassava uma grande quantidade de chakra em meu interior, o necessário para a execução que se seguiria, e vislumbrava de novo e de novo qual era o movimento correto. Permitia meu chakra novamente a fazer seu caminho até meu punho, como o sangue que percorre minhas veias este fluía naturalmente após tanto realizar este tipo de concentração, até que finalmente este embebera minhas mãos.

Quase pronta para realizar o ato final daquele golpe, chegava agora na parte que me era desconhecida, que me era nova, realizar um jutsu através de um objeto fora de meu corpo. Transferia o chakra gradualmente a Kunai, não focando em ser rápida, apenas esperando a total precisão do movimento. A energia se movia saindo de meus punhos e percorrendo a superfície da lâmina, podia senti-la aquecer um pouco dada a origem do chakra que eu usava, katon, sim este também era um caminho novo para mim. Controlava-o mantendo sempre onde deveria estar, ignorando seu aquecimento, focada para que este não se dispersasse e assim pudesse dar prosseguimento a execução.

Como instruía o pergaminho eu deveria realizar um arco ao meu redor, como se cortasse o chão que me rodeava, o mesmo chão de meu jutsu anterior, criando uma parede de fogo. Assim o fiz, arqueando meu braço esquerdo que segurava o projeto de adaga realizava um corte da direita para esquerda, projetando o chakra da lâmina, me concentrando em cada detalhe buscava não gastá-lo rapidamente fazendo-o atingir o solo em uma estreita linha, incendiando-o, criando uma fina parede. Meus pés deslizavam acompanhando o movimento, permitindo aumentar o arco que eu realizaria, meus olhos sempre focados buscam atingir no corte as extremidades da cratera em que estou, não parcialmente, um giro completo por ela.

Instante a instante que se passava naquele rápido movimento o lugar ia se pintando de luz, se pintando de fogo. O chakra da lâmina esvaía e o jutsu terminava, uma parede de fogo as extremidades da flor de cerejeira, minha arte final do dia, da qual eu me orgulhava, á qual abrias as portas de novos caminhos para mim.



Técnica Treinada:

Kumo-Ryū Kaengiri
Requerimentos: Possuir o elemento fogo.    
Rank: B
Descrição: O usuário imbui sua primeira lâmina com o fogo, antes de cortar na direção do inimigo desejado, resultando na criação de grandes arcos de fogo intenso que seguem a trajetória do balanço anterior. Um usuário hábil desta técnica, como Atsui, é capaz de cercar sua área imediata com um muro circular de chamas, incinerando alvos múltiplos, mesmo se eles se aproximam de numerosos ângulos simultaneamente.


Legenda:
Itálico=Pensamento
Negrito = Fala

Animais: Nekkuri
Seiji


Hp: 500/500    Chakra: 500/500    Stamina: 460/500

Sinto cheiro de medo
Se quer jogar comigo...

?







Narradora em fase de testes.

Ninguém vai ficar no meu caminho.

3 Re: [Treino] Cantinho da Aka em Sab Jan 14, 2017 11:32 am

Aka

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário
Aka escreveu:
Desabrochar de uma ninja


Preparada para talvez tentar aprender ainda mais alguma técnica do arsenal que peguei, sou surpreendida por um som que com certeza não me agrada. Nekkuri e Seiji brincavam por ali perto, estando concentrada nas execuções das técnicas não me atentava muito para o que faziam, mas o choro de nekkuri me forçou novamente a observá-los. Cogitei uma briga mas não parecia o caso, em meio a alguns rochedos Nekkuri parecia ter torcido a pata, Seiji em seu estado tranqüilo de sempre parecia apenas aflitos com os grunhidos de sua companheira.

Aproximei-me rapidamente para averiguar o caso, sua patinha frontal se encontrava inchada e um pouco deslocada. Toquei de leve o local buscando averiguar enquanto passava a outra mão sobre sua cabeça acalmando-a. Não havia fratura no local, como previa de longe apenas uma torção. Queria fazer algo, não, precisava fazer algo.

Analisei novamente o lugar com cuidado enquanto buscava recordar o que aprendi até ali, esperando ser capaz de usar meu pouco conhecimento em Iryo-ninjutsu para ajudá-la eu vislumbrava em minha mente cada uma das vezes que minha mãe realizou um tratamento a fim de imitá-la. Lembrei também que carregava um pergaminho sobre o assunto, de forma que também o separei para conferir nele os detalhes.

Pedi a Nekkuri que se deitasse calmamente, Seiji sempre ao redor observador e aflito, enquanto lendo o pergaminho e usando minhas memórias tentaria realizar o tratamento. A técnica em si, apesar de uma das mais básicas na arte, requeria um grande controle de chakra e perícia. Eu já havia tentando usar algumas vezes junto de minha mãe, mas somente como apoio, hoje eu era aquela que faria o trabalho em si.

Focada levei minhas mão próximo a patinha de minha irmã canina, controlando e acumulando chakra em minhas mãos. Como um fino manto eu controlava o chakra, mantendo uma camada de uns três centímetros de energia acima da pele toda a sua extensão. Usando de grande concentração aproximava-me dela, com extremo cuidado para que não a ferisse atingindo um efeito totalmente o contrário. Os treinos de controle de chakra para caminha em superfícies líquidas e inclinadas, assim como o uso do kongoken era minha base de como controlar o chakra, o “carinho” como este interagia com o paciente quando minha mãe os tratava era minha inspiração. O pergaminho que descrevia seu aprendizado e uso meu alicerce científico.

Suavemente como uma pétala que cai sobre o lago, eu tocava sua pata transferindo uma pequena quantidade de chakra. Eu não visava novas células, mas como descrito no pergaminho acelerar a cura natural do corpo, dessa forma enviava meu chakra devagar para acertar perfeitamente a quantidade de chakra necessária e assim aliviar a dor de minha amiga.

Meu rosto suava frio com o nervosismo, mas meus lábios começavam a esboçar um sorriso sutil, mantendo a concentração, enquanto o inchaço começava a amenizar e sua pata se retomar sua posição original da qual nunca devia ter saído. Nekkuri esboçava feições mais tranqüilas e eu fazia ainda a incisão cada vez mais singela de chakra, apenas o suficiente para deixá-la totalmente bem.

Cesso o controle do chakra para tocar o lugar novamente, minhas mãos tremem um pouco pelo nervosismo, mas a ferida não existe mais e Nekkuri já pode passear por aí. Durante a execução entendi o que minha mãe sentia, o prazer de ajudar, de talvez até salvar alguém, também a aflição de ver que o paciente depende de você. O chakra vai fluindo e você não pode errar sequer uma vez seu controle, enquanto o tecido se restaura. Passo as mãos em Seiji o acalmando – tudo bem garotão – e me levanto satisfeita, pronta para partir dali.




Off: Se puder considerar também como treino de Iryoninjutsu por favor


Técnica Treinada:


Shōsen Jutsu
Rank: A
Descrição: Este ninjutsu médico permite que o usuário acelere o processo natural de cura do corpo, enviando chakra de suas mãos em uma ferida ou na parte do corpo afetada. Isto permite que o usuário cure um paciente sem a necessidade de equipamento médico ou cirúrgico, o que torna muito útil no campo de batalha. Ele pode ser usado para o tratamento de ambas as lesões externas e internas. É vital para coincidir com a quantidade de chakra usada para a gravidade da doença ou lesão. Isso requer uma grande quantidade de controle de chakra. Devido a isso, apenas alguns Iryō-nin altamente qualificados são capazes de usar esta técnica. Kabuto Yakushi demonstrou a capacidade de usá-la em uma curta distância do alvo, em vez do contato direto.

Através do envio de uma quantidade excessiva de chakra no corpo do paciente, o usuário pode sobrecarregar a circulação normal do paciente, prendendo-o em um estado de coma.[3] Embora isto seja geralmente indesejável, Kabuto eficazmente usou este efeito colateral para pôr Kiba Inuzuka fora de seu caminho. Em Konoha, os Iryō-nin parecem aprender esta técnica, praticando com a ressuscitação de peixes.


Legenda:
Itálico=Pensamento
Negrito = Fala

Animais: Nekkuri
Seiji


Hp: 500/500    Chakra: 500/500    Stamina: 460/500


Sinto cheiro de medo
Se quer jogar comigo...

?







Narradora em fase de testes.

Ninguém vai ficar no meu caminho.

4 Re: [Treino] Cantinho da Aka em Dom Jan 15, 2017 12:06 pm

Misc

Admin

avatar
Admin
Ver perfil do usuário
Primeiro e Segundo treino — Ok.

Terceiro treino (Shōsen Jutsu) — Treino negado por não possuir a pontuação necessária na vertente para poder aprender o jutsu, vide a regra.





“It is the oldest ironies that are still the most satisfying:
man, when preparing for bloody war, will orate loudly
and most eloquently in the name of peace.”  

Conteúdo patrocinado



Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum