Naruto Neo RPG
Obrigado por Acessar o fórum Naruto Neo!

Se registre e divirta-se com a nova geração. Bom jogo.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo Mensagem [Página 1 de 1]

1 RELATÓRIO em Qua Jan 04, 2017 11:43 am

Katerina

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário

✪Trazendo más noticias
Área grande, com um belo rio e pouco frequentada, Katerina a visita com frequencia a fim de aprender novos jutsus e melhorar suas técnicas ninjas.




6:50 P.M.

Nunca havia atravessado a cidade com tanta pressa, no caminho havia trombado em algumas pessoas que andavam despreocupadamente. Katerina evitava causar esse tipo de incomodo, mas após o que havia presenciado no campo de treinamento, relatar o acontecido ao chefe da vila era prioridade.

Anoitecia quando a ninja subia as escadas do prédio em que se instala o escritório da Umikage, alguns ninjas estavam do lado de fora, mas Kate ignorou a presença dos rapazes e abriu a porta do escritório. Os homens tentaram impedir, mas ela havia sido mais rápida. Quando os guardas se aproximaram a Umikage que estava sentada em uma poltrona de frente pra porta, fez um sinal de basta com as mãos. Foi o suficiente para se afastarem e saírem da sala, deixando a garota e sua mãe sozinhas no ambiente.

O espaço amplo, com poucos moveis dava uma sensação de grandiosidade, tudo parecia estar voltado para a grande mesa levemente desorganizada por pilhas e pilhas de papeis e pergaminhos. A mulher de meia idade com longos cabelos azuis combinava perfeitamente com a vista paradisíaca que era possível observar da janela ampla as suas costas. Ao longe era possível avistar o mar aberto da mesma cor que as madeixas da chefe da vila.

A ninja mais nova que estava a frente da mesa, fez uma reverência e logo em seguida esperou que a mulher mais velha lhe desse a oportunidade de falar. Após a permissão, as duras palavras jorraram da boca de Katerina que resumidamente explicou o que havia acontecido com o time dois.

Sucintamente disse que um estranho, com um poder peculiar de ocasionar terremotos havia aparecido a sua procura, não havia contado o motivo, mas estava pronto a brigar afim de encontra-la, mas fugira quando um Samurai aproximou-se do local e o ameaçou. Kate não soube dizer quem era, o Samurai e o Estrangeiro, entretanto sua observação extrema lhe permitiu que descrevesse ricos detalhes de suas fisionomias.

Após relatar o acontecido a menina olhou curiosamente para a mãe, pois mesmo que não fosse de sua alçada, havia ficado interessada em alguns detalhes que poderiam auxiliar na investigação e tinha esperanças de que a mulher compartilhasse algo com ela.

JUTSU USADO

Shunshin no Jutsu
Rank: D
Descrição: O Shunshin é uma técnica de movimento em alta velocidade, que permite que um ninja se mova de curto para longas distâncias a uma velocidade quase indetectável. Para um observador, ele aparece como se o usuário tivesse se teletransportado. Uma baforada de fumaça é ocasionalmente usada para disfarçar os movimentos do usuário. Ele é realizado usando chakra temporariamente para revitalizar o corpo e se movem em velocidades extremas. A quantidade de chakra necessária depende da distância total e elevação entre o usuário e o destino. Shisui Uchiha era temido como "Shunshin no Shisui", provavelmente referindo-se a esta técnica. As diferentes aldeias escondidas têm variações da técnica, os quais envolvem algum elemento extra além do próprio movimento. O elemento extra é geralmente algum tipo de substância usada para distrair o adversário, como folhas ou areia. Gaara, por exemplo, usa o Suna Shunshin, que usa areia para cobrir seus movimentos. Outras variedades incluem o Kiri Shunshin, Mizu Shunshin e Konoha Shunshin. Quando Raikage utilizou o Shunshin e Raiton no Yoroi combinados, ele consegue fugir do Amaterasu em uma fração de segundos.





STATUS: CH 700 ST 700 HP 900

2 Re: RELATÓRIO em Qui Jan 05, 2017 9:35 pm

Esdeath

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário


O mar estava calmo como era costumeiro se ouvir naquela parte da vila do oceano, a lua brilhava sobre a superfície espelhada d'agua de forma a se fazer refletir também nos cabelos da atual comandante daquela vila. A mulher estava calmamente sentada próxima a grande mesa assinando, lendo de forma detalhada e até mesmo procurando alguns documentos sobre sua mesa um pouco desorganizada.  O espaço era amplo, dando uma sensação de grandiosidade ao local e todas as cadeiras que ali haviam pareciam estar viradas para a grande mesa de forma a demonstrar que naquela sala todas as atenções deveriam estar completamente voltadas para aquela mulher. O som do lado externo da sala tirou momentaneamente a atenção da Umikage dos papeis que estava a ler, mas que logo voltara a depositar seus olhos sobre os mesmos. Passos podiam ser ouvidos, tirando novamente a atenção da mulher dos papéis. Por fim um pequeno empurrão em sua porta fora dado, sua filha deveria ter algo importante demais para lhe falar naquele momento então antes que os guardas tirassem a menina daquele recinto, Esdeath fez um pequeno gesto com a mão -Diga o que é tão importante menina-
Logo a menina contava a Umikage tudo o que ocorrera em seu treino, aquilo de certa forma fizera a umikage estremecer pela primeira vez; o relatório continuava até que as descrições de Katerina fizeram com que Esdeath se recordasse de uma pessoa -Tenka?- Disse de forma baixa enquanto estava com a mão esquerda sobre os lábios de forma a abafar ainda mais sua voz -Isso e algo realmente grave, minha filha.- Sua postura era imponente e fria era novamente percebida, como se a água estivesse novamente calma depois de uma grande tempestade -Irei averiguar sobre isso e mandarei que procurem esses homens que me relatou.- Logo a mulher voltava a ler novamente os documentos sobre sua mesa -Pode se retirar.- Dizia de forma fria como o gelo.

Status; Full.

3 Re: RELATÓRIO em Qui Jan 05, 2017 10:04 pm

Tenka

Vilarejo da Brasa

avatar
Vilarejo da Brasa
Ver perfil do usuário



Pra que tudo isso, Esdeath-San — Minha presença emergia da escuridão do corredor, aquele que me levava direto ao encontro de ambas as garotas — Não seja tão má — Por fim, minha aparência poderia ser presenciada por inteiro. Com um leque em mãos, me mantive de pé diante daquela mulher — Desculpe a demora, é que seus guardas são um pouco rigorosos demais, então tive que dar uma liçãozinha neles — Sorri de forma abrangente, como se pudesse cativar a quaisquer um que olhasse diretamente.

Me aproximei daquela garota, que outrora estava curvada perante sua mãe — Ei, você fez um bom trabalho — Passava reto, indo em encontro com Esdeath. Dali de perto, com toda a certeza, ela parecia mais temerosa. O frio que corria naquela sala poderia me incomodar, mas não fazia. A temperatura da vila da brasa era pior, apesar do novo, a brasa é o que ascende nossos corações — Vim aqui para te escoltar até a vila da brasa. A reunião entre os Kages está para começar — Mesmo diante de tantos guardas e de sua filha, pronunciei informações que não deveriam se espalhar, mas o que podia fazer, meu jeito era viver pelo limite.


Status; Full.

4 Re: RELATÓRIO em Sex Jan 06, 2017 10:00 am

Katerina

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário

✪ O pedido
Ampla sala, com Janela fora a fora, revelando a maior parte do centro da vila e o litoral. Ultimo andar do prédio.




7:00 P.M.
“Isso e algo realmente grave, minha filha.”

O desconforto ao ouvir Esdeath a chamando de filha fez com Kate mudasse seu pé de apoio, a muitos que não via sua mãe daquela maneira. Desde que seu pai havia morrido o relacionamento com mulher a sua frente havia ficado complicado, não somente isso, mas o fato de crescer e se assemelhar demais com a própria Esdeath fazia com que todos comparassem a mãe brilhante e a filha quase brilhante. Era inegável a falta que seu pai fazia para ambas as mulheres daquela família conturbada, talvez, se aquela tragédia não houvesse ocorrido tudo seria mais simples, e não seria o caos atual.  Entretanto, o relacionamento complexo não era pauta para aquele encontro, devia ver sua mãe como a líder de sua vila e também sua chefe, mas ignorar a sua curiosidade e seguir seu trabalho sem saber o que afligia sua própria vila já era demais até mesmo para a indiferente kunoichi do oceano.

Ao invés de se retirar, deu alguns passos a frente até se apoiar na mesa que a Kage estava suas mãos propositalmente se apoiavam nas pilhas de pergaminhos para que a mulher teimosa não começasse a trabalhar ignorando a presença da filha, como costumeiramente fazia. A jovem Yuki fitou a mãe e sua cara de paisagem que podia confundir muitas pessoas, até mesmo Katerina. Somente a mesa  separava as duas, cada uma estava em um polo do objeto de madeira.

- Vai me dispensar assim sem me explicar o que está acontecen… - A garota estava pronta para começar uma discussão com a mãe, mas fora interrompida mais uma vez pelo homem desconhecido. Kate não pode evitar de olhar para trás e esquecer o motivo de sua raiva por alguns instantes. A voz era a mesma, a silhueta também. Definitivamente era o estranho de mais cedo. A intimidade com que ele se dirigia a Esdeath era intrigante; - Vocês se conhecem?

A presença daquele homem na sala realmente era imponente, ele parecia tão forte quanto a própria  Kage. Só então a garota se deu conta de como estava brava e a temperatura que estava mantendo naquela sala. O clima estava em cerca de menos 10 graus celsius, era uma dadíva não ter começado a nevar dentro do escritório ainda. Retomando sua postura dissipou o frio e retomou o raciocínio lógico. Como assim uma reunião em outra vila? E aquele homem que não era nenhum ninja do oceano queria escoltar Esdeath? Aquilo era um absurdo, a Umikage deveria ser escoltada pelos próprios ninjas e não por um estranho qualquer.

-Sinto muito estranho sama, posso não ter escalão para saber da confidencialidade da reunião, mas até mesmo um gennin sabe que um Kage deve ser escoltada pelos seus próprios ninjas e não por um estrangeiro.- Evitou olhar para a própria mãe, pois não era comum Katerina se envolver em problemas relacionadas a vila, seu clã ou sua própria mãe. Por muito tempo tentou ficar de fora de tudo, afim de evitar expectativas sobre seu futuro. - Quem pensa que é para ferir o orgulho de toda uma vila dessa maneira? Acha que não somos capaz de proteger nossa Kage?

“Acha que não sou capaz de proteger minha própria mãe e a líder do meu clã?” Era o que ela realmente queria esbravejar, mas não seria apropriado. Pois não se achava mesmo merecedora de algo do tipo, haviam ninjas muito mais fortes que Katerina naquela vila que viriam a ser guardas melhores fora da fronteira.


JUTSU USADO







STATUS: CH 700 ST 700 HP 900

5 Re: RELATÓRIO em Sex Jan 06, 2017 10:58 am

Esdeath

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário


A presença do rapaz da vila da brasa parecia deixar o clima um pouco mais pesado e complicado do que outrora, quando somente Esdeath e Katerina estavam na sala. Esdeath observava calmamente a chegada do rapaz, mas mesmo conhecendo-o ela nem sequer esboçou um pequeno sorriso ou qualquer coisa desde gênero -Espero que não tenha causado problemas, Tenka.-
Informações começavam a ser reveladas na frente daqueles que não deveriam, Esdeath tentava se manter calma, mas parecia que sua filha sequer tentava manter a compostura, mesmo diante de um estrangeiro. Esdeath se levantou novamente de sua cadeira e se direcionou para a frente da grande mesa, ficando assim mais proxima do rapaz da Brasa e sua filha -Obrigada por vir buscar a min, Tenka.- dizia sem olhar ao menos para o rapaz. Katerina parecia com muita raiva da atitude do rapaz em escoltar a Umikage de uma vila a outra, o ar do local começou a ficar frio, isso se devia ao clã ao qual as duas pertenciam  -Katerina, já chega!- Fora sua palavra final para a garota. -Por favor, Katerina, Saia da sala para que eu converse com Tenka.- a mulher olhava com certa reprovação para a atitude da gennin, apesar de por dentro estar sentindo algo diferente , como mãe daquela menina. -Ou chamarei os guardas para tal.- Dizia de forma fria como o gelo.

Status; Full.

6 Re: RELATÓRIO em Sex Jan 06, 2017 1:16 pm

Tenka

Vilarejo da Brasa

avatar
Vilarejo da Brasa
Ver perfil do usuário



Óh Esdeath-San, sempre agindo de forma tão má comigo — Rodeava a ponta do dedo indicador na parede, como se fosse uma criança — Como pensa coisas tão ruins de mim? Eu não seria capaz de causar problema algum — A situação foi interrompida por outro sorriso, mostrando que aquela situação infantil era apenas para quebrar o 'gelo' da situação — Sua filha está certa, Esdeath. Um Kage necessita de escolta, mas apesar de eu mesmo conseguir fazer isso, os Kages, por outro lado, precisam ser escoltados por membros da própria vila, afinal, quem garante que um ataque surpresa dos próprios aliados não aconteçam? — Minhas sobrancelhas se puseram retas, o olhar baixo, como se a questão fosse entendida pelos dois lados. Mesmo que Esdeath tivesse brigas com sua filha, ela estava ciente de que minhas palavras eram verdadeiras.

Coloquei a ponta do leque no queixo, como se mostrasse estar pensando em algo — Fujimoto-San disse que precisava falar conosco, além disso, Cross já disse estar indo para à Brasa fazem dois dias — Olhava pra cima, com outra cara infantil, aquilo já fazia parte do meu humor, onde me mantinha sorrindo independente da situação — Então, o que vai decidir? Temos um tempo curto para sairmos daqui, e outro ainda longo, para chegarmos à Brasa — Mantive o sorriso sereno, enquanto aguardava respostas da mulher adulta de cabelo azul.

Status; Full.

7 Re: RELATÓRIO em Sex Jan 06, 2017 2:47 pm

Katerina

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário

✪ O pedido
Ampla sala, com Janela fora a fora, revelando a maior parte do centro da vila e o litoral. Ultimo andar do prédio.




7:05 P.M.
- Tsc...Você sempre cabeça dura e arrogante. Acha que nada vai te acontecer só porque é forte? -Katerina não conseguia olhar nos olhos da própria mãe, pois sabia que suas palavras a deixariam furiosa, por iso resmungava enquanto olhava para o chão. Agora sem a mesa seprando as duas mulheres tudo ficava mais delicado - Não. Você pode confiar nesse estrangeiro e nos outros Kages, mas eu não confio. Assim como eu, todos que foram forçados a  separação do reino sem explicação também não vão confiar nesse estranho ou nos outros que a cercarão. Tudo que temos conhecimento não passa de boatos e lendas

Sabia que era de uma nova geração, que aqueles dois pareciam se conhecer de tempos passados e que talvez fosse assim com os outros presentes na tal reunião, mas também era novo a visita daquele outro homem na vila do oceano que podia causar terremotos, também era novo o atentado contra as outras vilas, e provavelmente haveriam outras pessoas naquela reunião, nem mesmo Esdeath poderia garantir que todos estivessem indo com o coração honesto. E se ela confiava que nada estaria bem, poderia se tornar um alvo facil.

- Você! - A menina apontou para o estranho de leque que tentava explicar para sua mãe que era sensato mesmo levar outro ninja. - Não venha tentar me defender de novo, não preciso disso. - A garota resmungou enquanto se lembrava da situação que ocorrera mais cedo. Então olhou nos olhos de sua mãe pela primeira vez depois de te-la desobedecido com um belo de um não. - Umikage Sama, se não levar alguém, irá deixar todos na vila temerosos pelo seu retorno - “inclusive eu” - Entendo que possa recusar minha companhia como sua escolta pois nunca superei suas expectativas como ninja, mas leve alguém em quem confie daqui, leve um Jounnin ou um guardião. Sua confiança nesses estrangeiros pode ser uma qualidade política, mas também uma desvantagem de guerra, alguém imparcial precisa estar ao seu lado. – Katerina realmente dizia suas palavras com raciocínio lógico e não com emoção, outros Kages também levariam ninjas e qualquer um alí poderia iniciar um atentado ou quem sabe ser substituído por algum impostor, o grupo terrorista tinha capacidade de invadir vilas bem protegidas, não seria impossível invadir o local da conferência. As chances de insucesso daquela reunião numa breve analise beiravam 50%, era como jogar uma moeda e tirar a sorte, e Katerina nunca contou com ela.

-Não precisa chamar seus guardas, sei o caminho. Só peço que considere minhas palavras.

A garota se virou de costas para mãe e começou a andar em direção a porta de saída.


JUTSU USADO







STATUS: CH 700 ST 700 HP 900

8 Re: RELATÓRIO em Sex Jan 06, 2017 3:14 pm

Esdeath

Vila do Oceano

avatar
Vila do Oceano
Ver perfil do usuário


Por um curto momento, Esdeath sentira vontade de somente tirar a gennin da sala, mas precisava manter a compostura como uma líder. Ela observava enquanto Katerina esbravejava e dizia suas próprias opiniões sobre o fato da mulher ser guiada e escoltada por um integrante de uma vila completamente desconhecida por ela, mas Esdeath tinha certeza sobre as habilidades do rapaz, e sabia o que o mesmo era capaz de fazer. Com raiva, Katerina começava a sair daquele recinto -Ela tem razão, mas não terei tempo para isso- pensara a Umikage enquanto ficava com o semblante frio como o gelo observando a porta que já se encontrava vazia naquele momento -Tenka, vamos logo.- Esdeath falava de forma fria para o rapaz da vila da Brasa. -Se Cross já está a caminho, eu já devia estar também.-

Status; Full.

9 Re: RELATÓRIO em Sex Jan 06, 2017 3:41 pm

Tenka

Vilarejo da Brasa

avatar
Vilarejo da Brasa
Ver perfil do usuário



Vejo que essa briga de família não terminará tão cedo. A filha de Esdeath consegue ser uma versão mais malvada da mãe, isso é de arrepiar — O que? — Essa garota está atirando pra todos os lados. Não precisa de proteção? Ela está mentindo. Desde nosso último encontro, ela estava ciente de que sem minha aparição sua morte seria eminente. Sua voz é firme, seu coração é forte, mas seus espirito é frágil. Nascer no berço de ouro a fez criar posições firmes, afinal, ninguém se levantaria contra a filha da Umikage, nem mesmo, a próprio Esdeath em carne e osso. Seu rancor está lapidado, tão grande que pensa ser um motivo imenso o suficiente pra se achar a melhor, a segurança em vida. Pobre garota, rogo para que entenda que a situação de agora é um pesadelo, e não um sonho de princesa que viveu até agora — Esdeath-san, Esdeath-san ... — Com olhos cheios de lágrimas e uma expressão cômica, aquela garota havia ferido meu coraçãozinho — Sua filha foi malvada comigo! Essas pessoas de hoje em dia são ingratas, Esdeath-San — Dizia, enquanto me encolhia em um pilar ali próximo, como se me escondesse de ambas.

A garota não precisava saber de nada, e além disso, não sabia de nada. Era hora de deixar as brincadeiras de lado e começar a falar sério — Vamos, Esdeath! — Me virava e caminhava. Mesmo em passos lentos, a locomoção era como pequenos teleportes, indo em direção da pequena filha de Esdeath — Me perdoe por te tratar como criança, mas não se preocupe, essa é a última vez que me verá, pequena — Em meio de um vendaval forte, que derrubava tudo dentro da sala, minha presença, se esvaia ao percurso do vento.

[/i]
Status; Full.

Conteúdo patrocinado



Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum